Escrever com gosto - apoio aos professores

 Este espaço existe para que, cada vez mais, se ganhe o gosto pela escrita em todas as idades.

Aqui, debruçar-nos-emos nas estratégias para os mais novos, mas gostava que compreendessem que elas são transversais a todas as faixas etárias.
Trata-se de fazer a mesma iniciação que fazemos para a música, o movimento, as artes plásticas ― precisamos de o fazer com a arte de escrever.

Não queremos que sejam escritores, queremos que:

  • Se divirtam ao escrever;
  • Alarguem o seu vocabulário e dominem cada vez melhor o funcionamento da língua;
  • Viagem por metáforas, ou textos de humor, ou dramas muito curtos, etc.;
  • Comecem a melhorar a sua capacidade de interpretar, não só a história, mas «como o escritor a contou», ou seja, estaremos a formar leitores;
  • Utilizem cada vez melhor as palavras com que se exprimem;
  • Consigamos fazer com que os jovens tenham um carinho especial pela escrita (porque o extraordinário efeito secundário que isso implica é lerem mais!).

Estarão aqui desafios retirados do blogue das «Histórias em 77 palavras».

Porquê?
Porque, para criarmos mais e melhor, precisamos de entrar em modo de jogo. O nosso cérebro precisa de estar livre de receios e stress para criar. E nada melhor do que um desafio, de regras por vezes loucas, para que os alunos se sintam a brincar. Estão a fazer coisas muito sérias, mas não vão aperceber-se disso.

À medida que os forem fazendo, vão acontecer muitas coisas:

  • Vão associar ideias de uma forma espetacular;
  • Vão descobrir que, afinal, as armadilhas dos desafios os levam a escrever cada vez melhor;
  • Vão começar a perceber como podem mudar a escrita consoante o que é pedido;
  • E vão perceber que, falar através de uma personagem (seja ele pessoa, objeto, animal), é muito estimulante e enriquecedor, até para o seu autoconhecimento.

Os desafios podem ter (quer dizer, têm mesmo!) várias armadilhas: letras a menos, sílabas indispensáveis, palavras obrigatórias por frase ou por texto, pontos de vista diferentes do habitual, etc.
A função destes exercícios é mostrar outros caminhos de escrita, porque escrever sempre da mesma maneira… não adianta nada, não é verdade?

Nestes desafios, o resultado final nunca é uma preocupação (e os jovens estarão tão entretidos com as armadilhas que nem têm tempo para se afligir). Às vezes, os textos ficam muito divertidos, mas regra geral apenas se atinge o que foi pedido. Contudo, o PROCESSO é que vai apurar a escrita de cada um. E a verdade é que irão escrever cada vez melhor

Normalmente, escrevemos 90 ou 100 palavras. Será preciso cortar… E, começando a cortar e a ter a noção do que faz falta e do que só está a atrapalhar, aprenderão a depurar o texto. Há casos incontornáveis: que a mais, possessivos por todo o lado, ele e ela a toda a hora, e depois, e depois…!
Por outro lado, cortando, começarão a aprender a esconder coisas no subtexto ― o leitor vai entender tudo sem termos de dizer tudo!

Todos estes desafios estão no meu blogue, www.77palavras.blogspot.com.

O meu objetivo para este ano 2017/18 seria acompanhar uma turma com um professor que aceite o desafio de fazer um trabalho regular. Está tudo aqui explicado.
Se experimentarem com as vossas turmas, enviem os resultados para o mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ― publico no blogue e posso ler alguns na rádio!

Enviem sempre o nome, a idade, a cidade (e país, se não for Portugal) e o número do desafio, e a escola e o vosso nome. Eu respondo sempre, sempre, sempre.

Assim, poderei também agradecer publicamente aos professores que estão comigo nestes desafios.

Vamos a isto? Conto convosco!
Margarida Fonseca Santos

A huge collection of 3400+ free website templates, WP themes and more http://jartheme.com/ at the biggest community-driven free web design site.